Nasce o Instituto Ubuntu

Inspirado em nomes como Nelson Mandela, Zumbi dos Palmares, Malcom X, Antônio Conselheiro, Kamehamehá (ex-presidente do Havaí), o lendário Besouro Mangagá, Leandro e Evandro Roque da Laboratório Fantasma.
11 de novembro de 2016

Em pleno Dia da Consciência Negra o Ubuntu – Psicologia e Desenvolvimento de Pessoas abre oficialmente as portas e dá início ao seu trabalho, com a complexa meta filosófica de quebrar os mais diversos paradigmas que envolvam a diferença entre as pessoas, classes e outras limitações impostas por rótulos sociais.

O Instituto Ubuntu tem como meta prática, oferecer os serviços integrais da Psicologia sem distinção, para todas as camadas sociais, garantindo preço baixo e alta qualidade. Inspirado em nomes como Nelson Mandela, Zumbi dos Palmares, Malcom X, Antônio Conselheiro, Kamehamehá (ex-presidente do Havaí), o lendário Besouro Mangagá, Leandro e Evandro Roque da Laboratório Fantasma.

Foram 2 (dois) anos de preparação para chegar nesse momento de lançamento oficial da marca Ubuntu, tendo iniciado junto ao Programa RePacificar sob o nome de Persona – Instituto de Psicologia em Goiás, com o qual mantém parcerias, tendo adquirido independência e autonomia.

O Instituto Ubuntu é idealizado por Kássio Kran e busca desenvolver potencialidades de pessoas físicas e jurídicas, através de seus produtos, tais como planos de saúde, cursos, treinamentos, palestras, instalação de programas e projetos, além da prestação de consultorias e atendimentos particulares.

Leia também:

Logotipo do Instituto Ubuntu
Você não partiu. Você se multiplicou em nóiz. Subiu para o hall dos nossos ancestrais.
A convite do Instituto Ubuntu, tivemos a honra de ter a participação do rapper Renan Inquérito nas ações do #NovembroPreto 2019.

Leia também:

Esta foi a primeira Batalha de Rimas oficializada na cidade, e contou com a participação de mais de 100 pessoas.
Na oportunidade, o psicólogo responsável, Kássio Kran esteve em reunião com o prefeito da cidade.
Logotipo do Instituto Ubuntu
Escritora e autora de diversos livros sobre crianças Indigo, Crianças Cristal e a evolução humana.
Trata-se de uma iniciativa exclusiva do Instituto Ubuntu que vem quebrar paradigmas acerca das visões atribuídas à população marginalizada.